Antecipação do 13º dos servidores injeta R$ 1,7 milhão na economia

A economia pomerodense deve receber nos próximos dias uma injeção de mais de R$ 1,7 milhão. Isso porque a Prefeitura antecipará para sexta-feira, dia 12, o pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores públicos. 

O secretário de Gestão Administrativa e Fazendária, Genrado Riemer, explica que essa é uma medida instituída pela atual gestão desde 2017. Os principais motivos são trazer benefício aos servidores, aquecer a economia local e contribuir com a organização financeira da administração municipal. "Já programamos a reserva mensal deste valor para podermos dividir o pagamento em duas parcelas, a primeira em julho e a segunda em dezembro. Desta forma evitamos uma sobrecarga no fim do ano, quando temos também outras despesas", esclarece Riemer. 

O secretário ressalta que a medida não apenas beneficia os colaboradores como também estimula a economia. "Entendemos que o servidor pode, desde já, decidir se investe, economize ou utiliza o dinheiro. Neste mesmo sentido, sabemos que muitos deles optarão por realizar compras, pagamentos e até mesmo reformas, incentivando nosso comércio".

Pomerode possui atualmente 1.007 servidores público (entre celetistas, estatutários, comissionados...). Todos terão a primeira parcela depositada em conta, o valor total será de R$ 1.754.000,00. Para o prefeito de Pomerode, Ércio Kriek, é fundamental valorizar a contribuição de cada um dos servidores. "Um dos maiores orgulhos da nossa gestão é estar em dia com todos os nossos fornecedores. Da mesma maneira, com os nossos servidores. Antecipar parte do 13º é fomentar a economia mas, antes de tudo, valorizar aqueles que estão ao nosso lado, nos diferentes setores e funções do funcionalismo público".

R$ 830 mil de FPM extra

No dia 9 de julho, todos os municípios receberam 1% extra do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) instituído pela Emenda Constitucional nº 84/2014. Para Pomerode isso representa R$ 840.375,27 (R$ 831.971,52 líquidos). 

No total, a conquista do movimento municipalista deve representar o depósito de pouco mais de R$ 160 milhões nas contas das 295 prefeituras catarinenses, segundo estimativa da Federação Catarinense de Municípios (Fecam).

A previsão da entidade é feita com base na arrecadação normal do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Imposto de Renda (IR) de julho de 2018 a Junho de 2019.

O repasse adicional de 1% é fruto da aprovação da Emenda Constitucional 84, de 2014. O secretário de Gestão Administrativa e Fazendária de Pomerode explica que como o valor foi repassado nos últimos cinco anos, já era previsto pelo orçamento municipal.

 
 

Data: 11/07/2019
Fonte: Testo Notícias

Galeria:

Fale com a Prefeitura

3387.7200

SAMU

192

Defesa Civil

199

GETRAN

3387.5973

Conselho Tutelar

3395.6311

PROCON

3387.7220